• Busca:

Café

No cafeeiro, os nematóides mais danosos são Meloidogyne spp. (Nematóide das Galhas) e Pratylenchus spp. (Nematóide das Lesões Radiculares). Para Meloidogyne spp. têm-se cinco espécies principais em ordem: M. coffeicola, M. paranaensis, M. incognita, M. goeldii e M. exigua. Para Pratylenchus tem-se P. coffea como o mais importante. Estando presentes na área impedem a formação de novas lavouras e, quando introduzidos em cafezais formados, reduzem a produção, dizimando a lavoura. Devido à ampla distribuição geográfica e à intensidade dos seus danos, têm sido reconhecidos como fatores limitantes da produção. Ambos têm uma parte do ciclo da vida no solo e outra dentro do sistema radicular.

As plantas atacadas apresentam diversos tipos de sintomas, como a presença de galhas nas raízes, clorose, redução e deformação do sistema radicular, decréscimo da eficiência das raízes em absorver e translocar água e nutrientes, menor crescimento da parte aérea, desfolhamento em reboleiras e menor produção, culminando com a morte das plantas.

A disseminação dos nematóides através de mudas, da água em movimento, enxurradas, água de irrigação, cursos d'água, dos animais e, principalmente, do próprio homem, que transporta nematóides em implementos agrícolas e veículos.
Erradicar os nematóides é praticamente impossível. Para conviver com esses vermes de solo busca-se reduzir o nível populacional e impedir a sua multiplicação. O sucesso do controle em áreas infestadas depende de um conjunto de medidas associadas e não de práticas adotadas isoladamente.

O essencial é não trazer os nematóides para as áreas ainda não infestadas. Os agricultores devem cuidar para não introduzi-los com solo infestado, com ferramentas e máquinas agrícolas sujas. Lembrar que materiais de propagação de plantas, sejam mudas, estacas, tubérculos, bulbos, rizomas e sementes precisam estar isentos de nematóides.

Cuidados muito especiais necessitam ser tomados com viveiros de produção de mudas. A área escolhida não deve estar infestada, e protegida de infestações futuras, especialmente por água de enxurradas e inundação. A água de irrigação deve provir de poço artesiano ou mina, por encanamento adequado (Alaíde Aparecida Krzyzanowski ).

M. exigua ocorre em todas as regiões cafeeiras do Brasil principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia.

Admite-se a existência de duas ou três raças fisiológicas desta espécie, afetando variedades de Coffea arábica, bem como outras culturas : chá, pimentão, melancia, cebola e outras culturas e importância econômica.

Produz pequenas galhas nas raízes dos cafeeiros, facilmente visíveis, que entretanto podem passar despercebidas quando as raízes sofrem dessecamento. As plantas infestadas apresentam o sistema radicular reduzido e às vezes fendilhadas. A parte aérea pode apresentar-se decadente com folhas cloróticas e queda de folhas, principalmente em períodos de seca e frio.

M. incognita, constatada atacando cafeeiros arábica nos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais, além de numerosas progênies de outras espécies de gênero Coffea.

No Espírito Santo aparece atacando cafeeiros robusta e não os arábicas. Existem constatadas 4 – 5 raças deste nematóide. As galhas produzidas por esta espécie são menores que as do M. exigua. As raízes se apresentam engrossadas, com rachaduras e com o aspecto de cortiça. Esse sintoma aparece ao longo das raízes, intercalado com partes sadias. Clorose e depauperamento geral da planta são observados.

O M. incognita esta sendo considerado como nematóide que causa maiores prejuízos à cafeicultura; além disso foi também constatado que este nematóide é problema em inúmeras outras culturas como : abóbora, algodão, feijão, trigo, etc.

Já foi constatado até o presente o seu ataque nas seguintes ervas daninhas na região do Paraná, tais como : capim pé de galinha, maria pretinha, fedegoso, marmelada de cavalo, mentrasto. É provável que futuramente esta lista seja ampliada. Como podemos notar não é fácil fazer rotação de culturas com café infestado de M. incognita (http://www.agrobyte.com.br/cafe.htm).




Nema News

FMC

A FMC Agricultural Solutions é uma das líderes no fornecimento de inseticidas, herbicidas e fungicidas. Atua principalmente nas culturas de algodão, arroz, batata e outras.

Saiba mais sobre a FMC
Desenvolvido por AM4 - A Internet de Resultados